192

Chamem a ambivalência!!!
Por favor, chamem a ambivalência!!!

Estou tendo um ataque apoético,
minha língua enrola,
meu coração comprime,
meu braço enrijece,
meus olhos secam,
minha razão cresce,
meus passos encurtam,
minha respiração ordena-se,
não escuto vozes...

Chamem a ambivalência!
Chamem...

Preciso de palavras sintéticas,
inspirações artificiais,
que me desfibrile a dor.

Ramon Alcântara