Os Míopes

Enquanto seus olhos explodem
os meus se retroalimentam
inversamente
doando-me todo para ti
espelho do espelho meu
e se águas escorrerem
esticados e inchados
de dor e de amor
contida e contido
vamos deixar passar
fingir esquecer
como se tudo fosse em vão
e se me atravessarem
me perco nos reflexos
e refrato o que não é você.

Enquanto seu rosto estoura
não sei onde colocar minhas mãos
no rosto do espelho
e os estilhaços de verdades
inversamente
te fazem mais, mas você não pode
eu não posso embaçar
as duas realidades pequenas... lindas!
quem deveria correr primeiro?
sem saber que chegam e saem ao mesmo tempo
e que aquilo nunca perecerá
se despedem.

Enquanto seus lábios se falam
comprimo os meus sem respostas
inquisidor de mim, perdão, des-culpo
doce sua razão e toda essa paixão
nos meus ouvidos
escondo nossa contradição
inversamente
ouço mudo o que falo de ti
no instante que diz
existe medo mais bonito que eu?

Ramon Alcântara

___________

Bônus:

Fatalmente

Mombojó - Felipe S

Seus olhos querem fugir de mim
Mas o mundo é tão pequeno
Fatalmente vai me ver passar

Mas o mundo é tão pequeno
Fatalmente vai me ver passar

Posso até querer te falar como estou
Mas não vou
Prefiro ficar mudo
E deixar a dor sangrar em mim

Sozinho eu vou ficar melhor
Só por mim eu vou ficar melhor

Sozinho eu vou ficar melhor
Só por mim eu vou ficar melhor

Melhor, melhor, melhor
Melhor, melhor, melhor
Melhor, melhor, melhor
Melhor, melhor, melhor
Melhor, melhor, melhor
Melhor, melhor, melhor
Melhor, melhor, melhor
Melhor, melhor, melhor
Melhor, melhor, melhor